"A vida não é medida pelo número de vezes que se respira, mas pelos momentos em que se perde o fôlego."

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2012

Tea%252band%252btissues_large

Caro Pai Natal,

 

Obrigada pela tua extrema generosidade comigo este ano.

Tiveste tanta pena de mim que em vez de uma amigadalite me deste também uma constipação daquelas que me levam à cama com a sensação de atropelamento por um camião. Os lencinhos ranhosos á minha volta, o meu nariz quase em ferida, e os meus olhos lacrimejantes mostram a felicidade irradiante pelos presentes com que me brindas-te.

Não tenho palavras para te agradecer, cá te espero novamente para o ano e para que nãi fiques tristes guardo-te umas rabanadas e um licorzinho que vais gostar.

 

Atentamente,

a tua querida Eu

 

publicado por mac às 23:30