"A vida não é medida pelo número de vezes que se respira, mas pelos momentos em que se perde o fôlego."

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Segunda-feira, 25 de Junho de 2012

bolsas de sangue Quais são os requisitos para doar sangue

Vou eu toda lampeira para dar sangue.

Coisas do costume no preenchimento de dados, entrega de cartão, conversa com o senhor da incrição e por fim entrada no consultório para a triagem da enfermeira, tudo normal até ao teste da hemoglobina, aí a coisa dá para o torto.

Ora não posso fazer a dádiva porque tenho os níveis de hemoglobina muito baixos.

Já dei outras vezes e nunca houve problema porque razão haveria de dar agora? Eu com pré-anemia?? A caminho de casa resolvo parar na farmácia para tirar as dúvidas. Uma descrepância de quase um valor e meio para os níveis que me tinham dado um tempito antes. Era muita diferença. E como ainda não estava satisfeita nova farmácia para novo teste que apenas confirmou o valor da farmácia anterior.

Pergunto-me quantas mais dádivas de sangue terão sido recusadas além da minha e do senhor antes de mim pelos mesmos motivos...

 

publicado por mac às 00:14
tags: ,

Domingo, 24 de Junho de 2012

Tumblr_m4qsdwqclz1r54x6ao1_500_large

À primeira todos caem.

À segunda só cai quem quer.

À terceira só é preciso um abanão para lembrar que para viver primeiro inspira-se, depois expira-se e por fim é levantar a cabeça e pôr pés ao caminho que se faz tarde.

 

publicado por mac às 20:47

Sábado, 23 de Junho de 2012

9e0c91494c998b9bc3f4246c242b174b_large

Há dias em que sou só metade.

Estou carente do olhar que mata e dos beijos que me travam a respiração, estou com saudade dos abraços apertados e quentes e das palavras sofregas de vontade.

Estou assim, cansada e com vontade de revirar o mundo em busca do que a solidão não trás.

 

 

publicado por mac às 22:05

Quinta-feira, 21 de Junho de 2012

Tumblr_m3ojfo9hzy1qio9b0o1_500_large_large

Queriam-se usar tanto quando possível.

Mas arranjavam desculpas que caiam sempre no mesmo. Quando calhar dizia um, talvez da próxima vez dizia o outro quando se picavam mais que o suposto.

E nesses momentos a verdadeira razão suplantava sempre presa ao indizível que nem eles sabiam.

Às vezes o medo ganha à vontade.

É melhor assim, porque quando se toma o gosto por inteiro é mais difícil deixar pela metade o que não se quer terminar.

 

 

 

publicado por mac às 23:31

Quarta-feira, 20 de Junho de 2012

Untitled / lindley rebecca.

 

“Na vida de hoje, o mundo só pertence aos estúpidos, aos insensíveis e aos agitados. O direito a viver e a triunfar conquista-se hoje quase pelos mesmos processos por que se conquista o internamento num manicómio: a incapacidade de pensar, a amoralidade e a hiperexcitação.”

Fernando Pessoa

 

publicado por mac às 18:52