"A vida não é medida pelo número de vezes que se respira, mas pelos momentos em que se perde o fôlego."

Posts

Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013

165065_400567973353190_61699995_n_large

Sai-me erro atrás de erro como se conspirasse para me sabotar a mim mesma. Engraçado como o medo por vezes consegue dominar aquilo que pensamos ter definido.

Estou tão amarrada à minha zona de conforto onde não deixava ninguém entrar, que agora ao querer escancarar-lhe as portas e janelas perco o controle de mim mesma... Entro em rota de colisão entre a minha vontade dele e uma falsa consciência que me segreda baixinho ao ouvido o quanto não o mereço.

A minha fragilidade num frente a frente com a miúda caprichosa que diz que está sempre bem.

Todos falam de como é bom gostar de alguém mas ninguém fala do medo de perder que cresce proporcionalmente a isso. 

Não gosto dele como no primeiro dia, gosto um pouco mais todos os dias.

Gosto-o a ponto de o deixar ir embora da minha vida se isso o fizesse feliz. Porque o gostar não é feito de correntes nem cadeados, não castra nem restringe, não prende nem sacrifica.

Gostar é uma dança que nos põe o mundo aos pés num compasso onde não se sabe se se vai ou não chegar.

Às vezes é preciso adormecer quando tudo o resto parece doer. Amanhã será sempre amanhã.

 

publicado por mac às 23:21