"A vida não é medida pelo número de vezes que se respira, mas pelos momentos em que se perde o fôlego."

Posts

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2012

382008_492926910738585_1526895336_n_large

Saem-nos da boca para fora como se do próprio coração se tratasse.

Saem em catadupa e quando mais se solta, mais palavras se lhe seguem perdidas no seu sentimento cego do que diz.

Volto costas e caminho agora sozinha sem olhar de relance para o que deixei para trás.

Não deviam as palavras bonitas deixar-nos tão bem? Então porque razão me sinto sufocar no meu sexto sentido? Num medo incontornável do poder das nossas palavras nos outros. Porque esse poder é maior que todos os outros que nos vergam mas não matam...

Às vezes acho que é melhor não falar.

Há coisas que simplesmente ardem no preciso momento que nos passam da mente para a voz, para depois nos queimar qual cigarro que se consome lentamente numa chama imperceptivel. 

 

publicado por mac às 00:11