"A vida não é medida pelo número de vezes que se respira, mas pelos momentos em que se perde o fôlego."

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

//pesquisar
 
//mais sobre mim
//comentários recentes
Estou a torçer para que sim. Recuso-me a pensar no...
AmigaVai correr tudo bem vais ver.Eu sei que sim.U...
Que grande coinciencia mesmo :P ja nos habituámos ...
//arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


//subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

Posts

Sábado, 30 de Junho de 2012

Tumblr_m57p5rweh01qf4ki3o1_500_large

Aquelas coisas que pensamos que estavam ali guardadas apenas à nossa espera e que do nada nos aparecem à frente perante a incredulidade de como tal foi possível.

Por momentos mais nada conta, está ali em frente para agarrar fortemente com as mãos e sentir na pele a prova incontestável que as memórias são reais.

 

 

publicado por mac às 22:15

Sexta-feira, 29 de Junho de 2012

Tumblr_m4g3mvuwls1rntvkuo1_400_large

Daquelas pessoas que nos aparecem na vida e que não sabemos bem onde encaixar.

Fica-se naquele meio termo. Gosta-se delas, fazem-nos rir, ter conversas, ter momentos engraçados. Mas depois podiam ser outras pessoas que seria exactamente a mesma coisa e contudo, há ali qualquer coisa que não se percebe bem que nos puxa.

Há pessoas assim, que complicam tudo. Eu sou uma delas.

 

publicado por mac às 23:41

Quinta-feira, 28 de Junho de 2012

Tumblr_m4x1f9cxgf1qfqqbqo1_500_large

Amanhã tudo pode acontecer... porque hoje estou cansada e quero dormir.

 

publicado por mac às 02:43
tags: ,

Quarta-feira, 27 de Junho de 2012

Tumblr_m53e5k796u1qj7lb4o1_500_large

Apetecia-me tanto que alguém pegasse em mim e vamos.

Não me digas o sitio, quero apenas um sorriso de orelha a orelha quando por fim chegarmos.

 

publicado por mac às 17:41

Terça-feira, 26 de Junho de 2012

Blog-da-mariah-look-do-dia-vestido-renda-talie-capodarte-acquarela-shop-11_large

Pisas a linha com uma naturalidade que já te está no sangue.

Não sabes viver sem a adrenalina de estar a um passo do tudo ou nada, mas, nunca tomaste nada como teu além do cérebro que te preenche as lacunas da rebeldia.

Deste tudo de ti para convencer o mundo que pertences aqui vindo merecer cada vida que se enlaça na tua.

E, por fim, convences-te a ti para continuar a ser feliz de volta ao que és.

Alguém que vive nas palavras que te trazem.

 

publicado por mac às 17:32